ATEC – Autism Treatment Evaluation Checklist

 photo atec1_zps37810007.jpg

Desenvolvido pelo Dr. Bernard Rimland e Dr. Stephen Edelson do Autism Research Institute, permite que os pais, médicos e outros prestadores de cuidados de saúde avaliem a extensão do autismo de uma criança. Ao contrário de outras ferramentas de pesquisa que simplesmente diagnosticam o autismo (ou seja, saber se a pessoa é autista ou não), esta avaliação é sensível o suficiente para medir as mudanças na condição da criança. Ele pode determinar se a condição de uma criança autista está melhorando ou piorando, ou se a criança se recuperou.
O ATEC avalia 77 itens, como por exemplo se a criança sabe o seu nome, faz contato visual com os outros, ou tem sintomas como diarreia, constipação e assim por diante.

 photo atec3_zps6a2c078e.jpg

É muito simples o processo de responder o questionário para obter a pontuação online ATEC. Por exemplo, a pessoa que faz a pontuação vai simplesmente verificar se uma determinada afirmação é “não verdadeiro” (não descritivo), “pouco verdadeiro” (pouco descritivo) ou “muito verdadeiro” (muito descritivo). Uma vez que todos os 77 itens são verificados, aparecerá a pontuação por área e a som total dos itens. Você vai receber também a resposta por e-mail se assim desejar.

 photo atec2_zps8c0cf887.jpg

A pontuação do ATEC varia de 0 a 180. Quanto menor a pontuação, melhor. Se uma pessoa tem pontuação zero ou perto de zero, a pessoa não pode ser distinguida das pessoas não autistas e, portanto, pode ser considerada totalmente recuperada.

ATEC < 30. Este nível coloca a pessoa no top 10 percentil. Uma pessoa com pontuação inferior a 30 ou, melhor ainda, menos de 20 – teria alguma capacidade de conduzir normalmente conversas de duas vias, e mais ou menos se comportar normalmente. Essas pessoas têm altas chances de uma vida normal como indivíduos independentes.

ATEC < 50. Isto coloca a pessoa no nível percentil 30. A pessoa tem boas chances de ser semi-independente. Este nível já é considerado muito significativo.

ATEC > 104. Mesmo que a pontuação máxima é 180, qualquer pessoa com um resultado com mais de 104 pontos já estaria no percentil 90 e é considerado autista severo.

ATENÇÃO: Percebam também que o comportamento anda de mãos dadas com a saúde e por exemplo, se está tendo terapia comportamental e não está avançando no comportamento, precisa cuidar da saúde para esta área melhorar. O mesmo acontece com o aprendizado e as sensibilidades sensoriais, se a criança não está aprendendo, precisa de mais investimento na regulação sensorial.

Este teste nos dá base para avaliar separadamente qual área precisa ser melhorada. As vezes uma pessoa não vê resultados em uma terapeuta ou médico e acha que isso é culpa do profissional que está trabalhando sem eficiência sendo que não é.

Percebemos a mudança BRUSCA de melhora do Lu quanto a fala, interação, cognitivo, etc mas seu comportamento/saúde é uma área que precisa ser BASTANTE trabalhada para diminuir seus problemas do dia a dia e melhorar ainda mais as outras áreas. Esse teste deve ser repetido SEMPRE para que vejam a evolução da pessoa dentro do espectro autístico. Todas as áreas estão interligadas então se melhorar uma delas, consequentemente as outras irão pelo mesmo caminho.

Faça o teste EM PORTUGUÊS aqui

 photo atec4_zps16e2b2bd.jpg

Fontes: Cláudia Marcelino, Dr. Rogério Rita (que traduziu o ATEC), Superando o Autismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>