GAIAS – Grupo de Apoio e Inclusão de Autistas

Olá! Estamos aqui para mostrar pra vocês o Grupo GAIAS e sua história. Nosso amigo Gilberto Sebrão, que inclusive já deu depoimento aqui no blog, faz parte desse grupo e nos mandou um e-mail com algumas informações muito legais das ações que eles já realizaram em Florianópolis! Confiram como tudo começou! Juntos somos fortes e podemos ajudar muitos autistas! Parabéns pra todos do Grupo, é uma honra contar um pouco sobre vocês por aqui!

GAIAS

O Grupo de Apoio e Inclusão de Autistas nasceu do encontro de pais de pessoas com autismo e outros transtornos invasivos do desenvolvimento, que experimentam no dia-dia a falta de terapias e escolas adequadas aos seus filhos. O primeiro contato se deu pela rede mundial de computadores, no ano de 2009, mediante contato estabelecido por comunidades e fóruns, pertencentes a Redes Sociais (Social Networks) da internet. Nessa ocasião, familiares da região de Santa Catarina começaram a interagir entre si, trocando idéias e experiências com relação ao autismo. Em maio de 2010, alguns desses pais começaram a promover palestras sobre autismo, gratuitas e abertas ao público em geral. Esses eventos aconteciam, periodicamente, um sábado por mês, quando profissionais de áreas diversas ministravam palestras sobre autismo.

vamos a lutaNesses eventos foram tratados os seguintes temas: “Como as Crianças Portadoras de Distúrbio do Espectro do Autismo Vêem o Mundo” – Gisele Tridapalli (psicóloga ABA); “Linguagem e Desenvolvimento de Aptidões de Comunicação” – Bianca Durieux (fonoaudióloga); “Autismo Infantil, como Detectar? Avaliação e Diagnóstico” – Thiago Demathé (pediatra e professor do projeto Terapeutas da Alegria-UFSC); ”Autismo e Genética” – Pricila Bernardi (Geneticista do HU da UFSC); “Uma conversa sobre: Birra, agressão, frustração e procupações; compulsões, rotinas e rituais; maneirismo e movimentos repetitivos” – Maysa Guerra (psicopedagoga e terapeuta ocupacional); “A importância da Atividade Física Adaptada e Saúde com enfoque ao Autismo” – Ricardo de Almeida Pimenta (especialista em Atividade Física Adaptada e Saúde e em Fundamentos Curriculares da Educação Inclusiva).

reuniao de pais

Além das palestras, oportunizaram-se durante esses eventos espaços para discussões sobre as necessidades terapêuticas dos autistas, carências nos atendimentos, nas dificuldades de inclusão, nas poucas vagas oferecidas pelas instituições existentes na região, etc. A partir das discussões, evidenciou-se a necessidade de se criar uma Organização Não Governamental – ONG voltada para o atendimento de autistas da região da Grande Florianópolis. Assim, alguns pais e outras pessoas interessadas começaram a se reunir, separadamente das palestras, tendo como objetivo a criação de uma ONG.As reuniões aconteciam uma vez por mês, sendo nelas planejada a estruturação do Grupo de Apoio e Inclusão de Autistas – GAIAS,tendo como objetivo precípuo o apoio a pessoas com Autismo e demais Transtornos Invasivos do Desenvolvimento – TID, bem como aos seus familiares, no que concerne à inclusão social, escolar e cultural, ao diagnóstico precoce, à disseminação da saúde, ao empreendedorismo, à pesquisa, à defesa dos direitos, ao desenvolvimento para sua inserção na sociedade, propiciando uma melhor qualidade de vida e sustentabilidade.

tudo azul

Tendo em vista que, no dia 2 de abril, comemora-se o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, decretado pela Organização das Nações Unidas (ONU), nesse dia, em grande parte dos países do mundo, são realizados eventos para esclarecimento das comunidades. O dia 2 de abril é uma data referência, no que se refere à busca por esclarecer sobre as características do autismo e à necessidade de políticas públicas adequadas. No Brasil, praticamente todos os Estados da Federação realizam eventos nesse dia, inclusive Santa Catarina. Em Florianópolis, o GAIAS, no dia 2 de abril de 2011, em conjunto a Associação Amigos do Autista – AMA e outras instituições, realizou uma caminhada na Avenida Beira Mar Norte, com distribuição de panfletos sobre o autismo.

A fim de buscar apoio na divulgação do Dia Mundial de Conscientização do Autismo, o GAIAS realizou contatos com organizações esportivas de tivessem grande representação em Florianópolis, obtendo-se sucesso no contato com a diretoria do Avaí Futebol Clube, que concedeu espaço em suas locações, no dia 3 de abril do ano de 2011, durante partida de futebol na qual costuma ter a presença de muitos torcedores, para que o grupo distribuísse panfletos de esclarecimento sobre o autismo.

lindo gol

Outro fato de apoio da referida Instituição ao Grupo ocorreu no dia 17 de abril, durante a partida de futebol entre os times Avaí e Concórdia, situação em que autistas e seus familiares entraram em campo com faixas de conscientização.

solidariedadeConforme sua página na rede mundial de computadores, o Avaí Futebol Clube, em nome de seu presidente, diretores, conselheiros e funcionários, manifestou apoio à causa, ação que consta no planejamento estratégico por meio da Diretoria de Ação Social e Comunitária. Acrescentou ainda que o autismo precisa ser conhecido por todos, sendo esse o melhor prognóstico para a melhoria da condição de vida das pessoas afetadas.

No dia 12 de julho de 2011, a psicóloga do GAIAS Gisele Tridapali, com o apoio da colaboradora Melissa Mendes (acadêmica de Assistência Social), realizou uma palestra para educadores e outros profissionais na Escola Flor do Campus, localizado na Universidade Federal de Santa Catarina. Nesse evento foram abordados os aspectos gerais do autismo, como o histórico da síndrome, sintomas, diagnóstico, prognóstico e terapias, além de ressaltar a importância de uma inclusão com professores capacitados. A palestra oportunizou a exposição de questões pelos participantes, sendo as mesmas respondidas pela psicóloga. Esse tipo de evento, a ser realizado em escolas, é uma das metas do GAIAS, tendo em vista a divulgação do autismo e a capacitação de profissionais.

tudo da certoO grupo tem se fortalecido progressivamente e recebendo novos integrantes, como estudantes de psicologia e assistência social, pedagogos e professores de educação física, todos motivados pela causa dos autistas e direcionados à conquista de seus direitos por parte desse grupo, já que admitimos que todos os indivíduos, sem exclusão de nenhum, têm direito a uma vida de qualidade e dignidade.

Para manter o fortalecimento, têm-se prosseguido com reuniões mensais e outros encontros, conforme surgem necessidades. Além disso, o GAIAS utiliza-se a rede mundial de computadores – internet, por meio de um grupo de correio eletrônico, a fim de dialogar e expor idéias e propostas, buscando colocá-las em prática. No presente momento, o grupo deu início à estruturação, montagem e elaboração do conteúdo a constar no site do GAIAS na internet, a fim de favorecer a comunicação entre o grupo e a comunidade.

doe amor

Os integrantes GAIAS estão todos engajados e motivados com relação ao projeto de atendimento terapêutico/pedagógico para autistas e outros transtornos invasivos do desenvolvimento, que por meio deste documento começa a ganhar vida.

Ficamos emocionadas de ver Pais e profissionais tão engajados. Sigam esse exemplo e comecem a espalhar informações pelo país. Trocar experiências é a melhor forma de adquirir conhecimento e melhor qualidade de vida pros nossos autistas! Mais uma vez, parabéns ao grupo! Vida longa e que cresçam cada vez mais! Qualquer informação que quiserm saber, comentem aqui que o Gilberto responde! Informações também pelos contatos: (48) 8414.0349 e gaias@live.com, gaias.floripa@gmail.com e gilberto_sebrao@hotmail.com

5 ideias sobre “GAIAS – Grupo de Apoio e Inclusão de Autistas

  1. Michele

    Oie, tudo bem? Gostaria de saber se o Lú faz somente dieta, ou ele toma suplementos vitamínicos e enzimáticos tb. Estou na dúvida se realmente tenho que dar esses suplementos para o Rafael, ou se somente a dieta já é o suficiente, pois o tratamento é muito caro. Obrigado pelas dicas. Bjão.

  2. Rose

    Olá boa noite!

    Gostaria de saber onde encontro um grupo de pais de autistas aqui em Florianopolis?

    Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>