Uma dentista especial!

Hoje vamos apresentar pra vocês uma dentista especial! A Adriana trata de pessoas especiais e tem ajudado muitos autistas a cuidarem da saúde bucal. Como muitos sabem, autistas são super sensíveis a barulhos, atividades fora da rotina, ao toque e muitos outros fatores que os distanciam dos dentistas. Bom, se nós que não somos autistas, temos bastante medo e desconforto sentando na cadeira do consultório, imagina um autista né? Mas a Adriana é uma fofa e sabem bem como ganhar confiança! :)
Leiam o que ela tem a falar sobre o trabalho dela e conheçam essa mulher que tem o coração enorme e faz lindos sorrisos aparecerem… literalmente!

ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS

ótima profissional

O plano de tratamento odontológico do paciente autista é estabelecido após uma anamnese direcionada, contendo sua história médica, odontológica, psicológica e comportamental, atual e pregressa.
Durante o atendimento é fundamental a interação paciente-profissional, a busca do contato visual para estabelecer vínculo é primordial e ele aprenderá mais se esse contato for conseguido. Optamos sempre pela abordagem lúdica apostando em técnicas não-verbais como o toque, o olhar, o sorriso, aplausos, movimentos corporais.
O reforço positivo é usado para recompensar o bom comportamento do paciente e estimular a sua repetição. Pode ser um aplauso, uma mudança na expressão facial, palavras positivas, um presente, etc.

Durante o condicionamento para o tratamento odontológico, dê preferência aos fantoches, marionetes e outros brinquedos que facilitem a interação com sua criança. Os fantoches são ótimos parceiros porque você será primordial para animá-los. Nesse momento o ideal é iniciar a brincadeira usando o fantoche e a escova de dentes, já introduzindo o assunto principal da comunicação. Se os pais brincarem de dentista e de escovar os dentes ele irá incluir facilmente esse momento na rotina do seu filho.

A utilização da motivação da própria criança impulsiona aprendizado e constrói a fundação para a educação e a aquisição de habilidades, e a visita ao dentista é considerada uma nova habilidade.
Dessa maneira iniciamos uma abordagem satisfatória para o tratamento odontológico e tendo em vista a complexidade do atendimento é indicado aos pais que procurem profissionais especializados em TGD (transtorno global de desenvolvimento) e assim incluir na rotina do seu filho à visita ao dentista.

A ODONTOLOGIA É A MESMA PARA TODOS, O QUE MUDA É A ABORDAGEM!

Brinque de escovar os dentes com seu filho.
Lembre-se que a prevenção é o melhor caminho, por isso procure um cirurgião-dentista!

 
Visitem meu blog: www.adrianazink.blogspot.com

Adriana Gledys Zink
CROSP 52600
Especialista em pacientes especiais
Mestranda na Unicsul-SP
Voluntária no atendimento à pacientes especiais no projeto “vila Maria um caso de amor”
Docente na APCD ( Associação Paulista de cirurgiões-dentistas)
Membro da câmara técnica de pacientes especiais do CROSP

Colaboradora da Revista Autismo

Gostaram da dica?

Vamos deixar aqui alguns vídeos com o tema “escove os Dentes” pra vocês assistirem com as crianças!

Lembrando: o excesso de flúor faz mal para todas as pessoas, principalmente para autistas. Lu usa pasta de dente sem flúor!

6 ideias sobre “Uma dentista especial!

  1. Fernanda

    OI, Karla e Luiza!
    Muito importante a matéria de vocês. Eu mesma penei para encontrar um dentista para o meu filho, até o dia em que a empresa onde trabalho resolveu, finalmente, catalogar os dentistas (que atendem ao nosso plano de saúde) especializados em pacientes especiais. Foi assim que descobrí a Dra. Marta Fornasari, aqui do Rio de Janeiro. Uma lista de odonto-pediatras que atende portadores de necessidades especiais (a lista é nacional) se encontra em http://www.helpsaude.com/Menu/tag.odonto-paciente-especial/. O endereço da Dra. Marta está lá. Pena que a lista seja pequena.
    Bjs,
    Fernanda

  2. Flavia Bernardo

    Meninas,
    que trabalho lindo o dela! Se especializou pra poder tratar de crianças especiais….muito bacana!

    Realmente ir ao dentista não é das coisas mais confortáveis mesmo. Mas que bom que há profissionais preocupados com o bem estar dos pacientes, ainda mais quando são especiais.

    Eu já to pensando em introduzir o Arthur à visita a um odontopediatra. Mas tenho uma dúvida. Talvez vocês saibam dizer.
    Eu sei que eles só podem usar pasta de dente sem flúor até uns 5/6 anos, que é quando aprendem a não engolir o creme dental.
    Mas uma amiga tinha comentado que na primeira consulta ao odontopediatra eles aplicam flúor, mas que é de forma segura e tal, que não há risco de engolir. É isso mesmo? Há algum risco na exposição ao fluor com essa idade dele?

    Beijinhos, Flávia.

  3. Michelle Resende

    Meninas, me divirto muitooo com o Lu, sempre leio o blog dele aqui em casa, comento na faculdade, acho realmente ele um garoto nota 1000.
    Beijão pra vcs duas!! e beijinhos pro Lu!

  4. hilda lima

    ola amigos, olha sou mãe do luka lima está autista e com 9 anos.
    Sendo q os dentinhos estão com bastante placas, e ñ sei onde achar pessas capacitadas p lidafr com o problema, vcs sabem onde posso achar um profissional? olha sempre q tento ir com ele todos os dentistas falam q ele precisa ser sedado por favor me ajudem. Olha moro no rio de janeiro santa cruz. odrigado.

  5. admin

    Olá Hilda, Que bom que escreveu! Olha, falamos com a Dra Adriana Zink e ela indicou o Dr Cleiton, que atende por Dr.Tijolinho. Ele também faz a linha lúdica e se veste de palhaço (quem legal né?)
    Não sei onde é o consultório dele mas ela passou o telefone: (21) 22690474. Tomara que dê certo! Nos conte depois se entrou em contato. beijos e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>