O que levar de lanche pra escola?

gostoso e faz bem

Faz tempo que eu e Luiza estamos querendo fazer um post sobre o lanche escolar. Muitos pais  que possuem filhos seguindo a dieta SGSC ficam perguntando: o que meu filho vai comer de lanche na escola? E nos finais de semana, o que fazer para uma reunião com os amigos? Pensamos no assunto e resolvemos escrever pois este post vale pra todo mundo já que a alimentação das crianças está cada vez mais industrializada devido a divulgação de lanches coloridos e atrativos (com baixo teor nutritivo) aliados ao dia corrido dos pais.

Li no blog da Pat Feldman sobre a matéria que saiu no Jornal O dia sobre o teste que eles fizeram com os lanches industrializados mais consumidos.

“Técnicos analisaram os rótulos de 16 biscoitos, oito doces, quatro gelatinas e três bebidas. Dentre as marcas analisadas, 19 apresentaram os corante Amarelo Crepúsculo, Tartrazina ou Vermelho 40, que podem causar hiperatividade, déficit de atenção, alergias e até câncer. Além disso, 13 tinham glutamato monossódico — que causa alergia —, e oito, edulcorante (adoçante) na composição. A substância é potencialmente cancerígena e pode causar lesões cerebrais.”

voce eh o que vc comeDevemos sempre evitar esses produtos mas como ninguém é de ferro, se bater aquela vontade de comer uma batata ou chupar uma bala, dê preferência para o que não contém corantes e aqueles que forem “original”. Se tem sabor (cebola e salsa, churrasco, presunto, queijo, etc), tem glutamato.

De acordo com o blog da nutricionista Fran Machado não é difícil preparar para seu filho um lanche saudável e atraente. Basta um pouco de criatividade. As crianças insistem em guloseimas como chocolates, biscoitos e salgadinhos na hora do lanche e torcem o nariz para os alimentos nutritivos. O segredo é fazer com que a merenda seja, ao mesmo tempo, saudável e gostosa. É importante que os pequenos levem para a escola um alimento de cada grupo alimentar:

Construtores:
Pertencem a este grupo os alimentos ricos em proteínas, como ovos, carne, frango e peixe (origem animal), além da soja, ervilha, lentilha e feijão (origem vegetal). As proteínas são compostos que constituem o principal componente dos organismos vivos. Elas são fundamentais para o crescimento e, se o nosso corpo fosse uma casa, poderíamos comparar as proteínas aos tijolos que usamos na construção.

……………reguladores

1º – hamburguer de lentilha
2º – nuggets de frango
3º – iogurte de soja caseiro

Energéticos:
Estão nesta categoria temos o arroz, milho, macarrão (sgsc), pão (sgsc), batata, mandioca, farinhas, açúcares, bolos e mel, ou seja, alimentos que contém carboidratos, compostos orgânicos que nos dão energia para estudar e brincar. Existem também os alimentos superenergéticos, que possuem grande quantidade de gordura e açúcar e, por isso, devem ser consumidos com moderação. São eles margarina, creme de leite (sgsc), óleos, bolos confeitados (sgsc), sorvetes cremosos (sgsc), chocolates, refrigerantes, balas, chicletes, e salgadinhos. Os alimentos energéticos podem ser comparados com a energia elétrica de uma casa, que faz funcionar lâmpadas e aparelhos eletrônicos.

……………energéticos

1º – pão sem glúten
2º – sequilhos SG
3º – bolo de chocolate SG

Reguladores:
São formados por vitaminas, fibras, minerais e água, os alimentos desta categoria hidratam o corpo, deixando os cabelos brilhantes, unhas fortes e pele macia. São encontrados em legumes, verduras e frutas. As fibras ajudam na digestão, facilitando o movimento dos alimentos no aparelho digestivo, e no bom funcionamento do intestino. Os alimentos reguladores podem ser comparados ao cimento, que une os tijolos da casa, porque contribuem para que haja uma relação de equilíbrio entre os alimentos e o nosso organismo.

…………… reguladores

1º – espeto de frutas
2º – fanta caseira (pode ser feita com água com gás)
3º – gelatina caseira

Fran dá algumas dicas pros pais prepararem o lanche:

* A apresentação dos alimentos é muito importante;
* Procure variar o cardápio para a criança não enjoar do lanche;
* Evite alimentos industrializados ricos em gordura e açúcar;
* Saiba dosar as guloseimas para que a criança não as consuma em excesso.
* Peça a opinião da criança para montar a lancheira

obesidade nfantil Seguindo essas dicas, você garante uma alimentação balanceada e saudável. Em média, o lanche escolar deve ter entre 200 e 300 calorias. Um número crescente de crianças obesas lota as salas de espera dos consultórios. Entre os principais problemas causados pelo excesso de peso, estão o aumento do nível de colesterol, a hipertensão arterial, diabetes e dificuldade respiratória durante o sono.

O tratamento da obesidade infantil depende da mudança dos hábitos da família. A criança precisa receber o exemplo dos pais para aceitar a reeducação alimentar.

Depois de estudar as necessidades de uma criança para o dia a dia em um lanche básico e de passarmos algumas receitinhas, separamos algumas idéias para você tornar o saudável também atraente! Vamos lá?

criatividade Existe frutas de várias cores portanto use a imaginação para fazer vários desenhos e formatos diferentes. Dá pra fazer carinhas, animais, carros, personagens de desenho animado, etc. Nessa imagem podemos ver que eles utilizaram espetos e formatos de flores pra decorar a mesa e ficou muito bonito. Qualquer pessoa que olha essas imagens tem vontade de comer. É fácil de fazer, super saudável e a idéia pode ser utilizada em vária ocasiões: de um café da manhã a um lanche escolar. As professoras podem comprar forminhas e pedir pros alunos criarem vários desenhos utilizando frutas… depois, é só atacar e acabar com tudo!

formatos variados

As forminhas que foram utilizadas para fazer as florizinhas podem ser utilizadas para fazer biscoitos, torradas, sanduiches com formatos diferentes. Colocar a criança para ajudar é uma ótima maneira de incentivá-la a comer já que ela ficará orgulhosa de ver pronto, uma coisa que ela fez. Compre formatos de temas que seu filho goste!

atraia seu filho

No japão é super comum fazer “obento” (marmita) decorados. Por que não virar moda no Brasil? Nossa mãe sempre decorava nossos pratos e a gente amava e comia tudo. Agora o “olho”, falta só a “boca” e quando víamos, tínhamos comigo todo o prato. Era um momento prazeiroso e muito divertido. Outras idéias aqui

personalize o lanche Se você é uma mãe que trabalha com computador ou tem computador em casa, imprima bilhetes ou tags para fechar os saquinhos de forma diferenciada. A criança vai se sentir amada e feliz e mostrar pra todos os coleguinhas. Escreva bilhetes de incentivo falando que ele vai comer e ficar forte como o Homem aranha ou que a menina vai comer e ficar linda como a Barbie e etc. Se procurar no google, na parte de imagens, vai achar muitas figuras prontas e nem precisa ter um programa de design pra montar o que deseja. Monte no power point, paint ou mesmo word, o que importa é fazer algo de mãe ou pai para filho. Tudo feito a mão é muito valorizado e cheio de amor.

sou seu amigo Caso não tenha impressora e não tem habilidade para decorar alimenotos, recorte cartolinas, sulfite coloridos ou até figuras de revista e cole nos saquinhos plásticos. É uma excelente opção de chamar a atenção da criança e ser tão atrativo quanto as embalagens dos industrializados. Vale até apelar para adesivos: times de futebol, heróis, personagens de desenhos animados ou até estrelas, corações, figuras geométricas, setas e etc.

Para finalizar, dicas de limpeza e armazenagem do lanche:

lancheiras

O blog Aimentação na infância lembra de um aspecto importânte quado falamos da preparação da lancheira.

Muito tem se falado sobre lanche escolar saudável, mas não é só de alimento saudável que se compõe uma lancheira. É necessário cuidar da higiene desta e dos alimentos que ela transporta.

PhotobucketO que fazer:
* Na hora de comprar a lancheira, escolha as de material lavável;
* Diariamente faça uma limpeza rápida com um pano embebido com álcool para evitar a proliferação de microorganismos prejudiciais à saúde;
* Atenção redobrada às garrafas utilizadas para levar suco, a umidade favorece a proliferação de fungos. Utilizar para limpeza detergente e escovas de mamadeira para retirar totalmente os resíduos acumulados;
* Lave muito bem as frutas em água corrente com escovinha ou esponja própria para esse fim. coloque duas colheres de sopa de vinagre para cada litro de água e deixe as verduras e as frutas mergulhadas neste preparado por 30 minutos. Se existirem larvas vivas, o vinagre não vai matá-las, mas faz com que se soltem das folhas. Então, é preciso passar novamente em água corrente para eliminá-las.
* Logo após lave as frutas em água limpa e seque-as;
* Utilize frutas inteiras, não as envie cortadas ou descascadas, pois esse processo favorece a oxidação (escurecimento da fruta) e a perda de nutrientes; (as idéias de formatos de frutas e frutas picadinhas só valem pra quando a escola tiver geladeira disponível)
* O mais indicado para beber são os sucos, que podem ser em embalagens longa-vida (prático, higiênico e nutritivo) ou os sucos naturais feito em casa (neste caso acondicionar em garrafas térmicas e por um curto período de tempo para minimizar as alterações sensoriais); ver sobre esse tópico também aqui

PhotobucketCom essas dicas fica mais fácil ter certeza que seu filho está consumindo um lanche seguro e saudável. Esperamos que vocês tenham gostado do post e que ele tenha sido bem útil. As crianças podem comer doces, bolachas, salgadinhos e etc mas fica muito mais saudável quando sao feitos em casa já que são feitos com frutas e ervas e não com corantes e glutamato. Além disso, dá pra disfarçar muitos legumes e frutas que a criançada não gosta e nem vai perceber. Vá para a cozinha e libere a imaginação, você ganhará um 10!

Fontes: Alopécia Areata Brasil, Revista Viva Saúde, Dieta com estilo , Acessa.com e demais links que estão no meio do post.

5 ideias sobre “O que levar de lanche pra escola?

  1. Flavia Bernardo

    Excelente o post, meninas!
    Esse é um assunto sempre muito util pra quem tem filhos em idade escolar.
    Arthur ainda nao leva lanche pra escola pois fica em esquema de creche e a alimentação é toda lá, mas daqui ha uns 2/3 anos começará essa rotina de levar lancheira todos os dias, e sei q vai bater o dilema do quê levar.

    Adorei tb as dicas sobre as lancheiras. Show!
    Vcs sempre nos trazendo informações valiosíssimas.

    bjs
    Flavia

  2. Janaina

    Amei meninas!!!!!
    Ainda não faço com Leti a dieta SGSC, porque sequer tenho o diagnóstico de autismo confirmado, mas as opções são ótimas para qualquer criança, com certeza.
    Eu, inclusive, vou aproveitar as dicas bem mais com Lipe, que tem uma grande queda pelos industrializados, do que com Leti, já que ela não dá trabalho para aceitar a alimentação saudável.
    Beijo.

  3. Veronica Cobas

    Concordo com a Flavia. Esse post é elucidativo para qualquer pessoa que tenha filhos em idade escolar, e mesmo para os que os têm em outra fase. Informações nutricionais relacionadas à qualidade de vida são instrumentos de saúde. É assim que leio os seus posts, Luiza. Adoro. E nisso incluo a preocupação de ouvir fontes sérias, de não resumir o tema e nem os argumentos. Muito bom. bjss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>