Autismo e TID em HQ

HQ3

Alguns desenhos são de Allonzo e outros das autoras do blog. Criação e adaptação de Karla e Luiza.

Resolvemos postar sobre a rotina das pessoas com autismo pois se você sabe uma regrinha, você pode ajudar muito! Antecipe TUDO o que vai ocorrer de diferente. Se vai haver uma festa avise com uns dias de antecedência que o local terá muitas pessoas, haverá som alto, brincadeiras, balões, etc etc. Se você vai visitar alguém e vai fazer um caminho diferente do comum, avise que irá passar em outro local antes e por isso está mudando o caminho… Quando começamos a fazer isso nossa vida melhorou 100%.

Quando Lu era bem pequeno, mamãe mudou a decoração do quarto dele. Ele ainda não sabia falar e ficou gritando por horas e horas até ela voltar o quarto ao “normal”. Depois disso, mamãe começou a mudar sempre a casa e chamar ele pra dar opinião. Hoje ele já fala “ficou lindo, mamãe”. É um máximo ver essas evoluções né?

Quando ele era pititinho a mamãe tinha que passar por cima de todos os bueiros da rua com o carro ou tínhamos que passar a pé ou ele de velocípede, no passeio… se não passasse, era uma choradeira de horas. Quando ele estava de velocípede se ele não tinha passado do jeito que era o correto pra ele, ele voltava no mesmo bueiro e ficava lá por um bom tempo…

Vale lembrar esse post em que Lu chorou por um tempo porque um poste da rua estava com a luz queimada.

Combinávamos com o Lu de ir brincar com ele as 20h e se chegássemos 20:01 ele já estava chorando e gritando e se chegássemos 19:59 tínhamos que esperar dar as 20h pra entrarmos na casa dele.

Lu vai todos os dias a um shopping que chama Manhattan e todos os sábados ao mercado municipal, virou rotina dele. Um dia mamãe teve que sair no horário do shopping e Lu ficou muito nervoso. Resolvemos pegar um taxi para deixá-lo feliz… o que era pra ser uma boa ação tornou muito difícil porque o taxi não fez o caminho que a mamãe fazia… uma gritaria total dentro de um carro que não era nosso e com um motorista que nem conhecíamos… historias que hoje são engraçadas.

Hoje, Lu já aceita negociações. Se explicamos o motivo de faltar o shopping ele aceita. Ex: “Lu, hoje é aniversário do seu amiguinho, não vai dar tempo de ir ao shopping então amanhã você vai. É legal fazer coisas diferentes, você vai ao shopping todos os dias!” Ele aceita e repete o motivo de não ir ao shopping como se tivesse explicando à ele mesmo o porquê de estar burlando a rotina.

Já passamos muitos apertos por não entender direito essa característica, se fosse escrever todas, esse post iria ficar enoooorme. Temos que ser detetive e tentar pensar como eles para ver o que está incomodando mas quando você antecipa as ações, tudo flui com calma e felicidade.

6 ideias sobre “Autismo e TID em HQ

  1. Flavia Bernardo

    Nossa, meninas!
    Que interessante isso! Não sabia dessa fixação deles pela rotina. Devia ser angustiante ver ele nervoso e gritando quando algo estava fora da rotina dele e sem entender o motivo, né?

    Como já falei antes, to adorando saber mais das caracteristicas do autismo por meio dos quadrinhos. E vcs explicam de uma forma bem simples e fácil, longe daquele linguajar de médicos e especialistas.

    Uma curiosidade: com que idade vcs perceberam que o Lu estava autista? Quais sinais ele deu que levaram vocês a procurar opinião médica? (Deve ter isso em algum canto do blog, né? Vou procurar pra ver….)

    Beijos grandes,
    Flávia.

  2. Fernanda

    Como diz a Flávia Bernardo, é muito legal conhecer mais sobre os autistas numa linguagem simples…
    Sabe, acho que essa essência de entender o próximo para que todos vivam bem não cabe só aos especiais, cabe a todos nós.
    Todos nós temos limitações, gostos, rotinas e é super importante que as pessoas ao nosso redor respeitem e aprendam a viver com nosso jeito de ser.
    Lu é muito inteligente e mostra esse lado respeitoso, exemplo disso é ele aceitar sair da rotina..
    Adorei meninas..vcs são demais.
    Apertem e beijem mto o Lu por mim hehe
    bjos

  3. Luciane

    Oi! Adorei ler o post. Eu também adianto tudo para o Kayky. Tudo que posso. Ri até quando vcs disseram que temos que ser detetives. É isso mesmo. E mesmo assim, tem sempre alguma coisa que escapa. Outro dia, corri do trabalho para pegar o K para pegar uma sessão mais em conta de cinema. Só que em cima da hora para comprar as entradas, adivinha? Claro que não teria mais ingressos. Mas pouco antes, eu conversei com ele:”Ihhh… será que vai ter ingresso pra gente? Ai, eu acho que não vai dar tempo.” Bom, foi em cima da hora que lembrei, mas deu certo. Não tinha mais ingresso, mas eu consegui contornar. O K já tem um certo entendimento, mas mesmo assim, eu procuro sempre adiantar as coisas. Ele não fica mais agitado, chorando, graças à Deus, mas ele nota rapidamente quando mudamos o caminho, pois ouvimos: “ué???…” Agora, se for uma coisa que ele realmente espera… não tem jeito. Choradeira na certa. Bjs!

  4. Rosana Cristina

    Ei Meninas
    É temos realmente que ficar ligadas como detetives.
    Hoje tive essa esperiencia com o Cristian, fomos a fono que não era o dia normal.
    Ele foi muito bem até ver o numero do andar dela não quis nem descer do elevador.
    Foi um chororo só!
    Mais a fono dele é um anjo e contornou a situação.

  5. Pingback: Estou Autista » Blog Archive » Selinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>