Autista Artista – Filipe

“Conhecemos” uma mãe muito legal, mineira como a gente mas que mora no Rio (arrumamos outra desculpa pra ir ao Rio…. prepara um cantinho pra “nóis” sô) porque ela comentou aqui no blog do Lu. Trocamos uns e-mails e fizemos a proposta pra ela de divulgar o trabalho do filhotão e pra nossa alegria ela topou.

Vamos contar um pouquinho sobre o Filipe e depois vamos ao que interessa: suas obras de arte!

Filipinho No nascimento Filipe chorou e teve todos os reflexos precisos, suas medidas tinham os padrões normais de um recém-nascido.

Desde que saiu da maternidade sua evolução foi totalmente normal, sentou-se sozinho aos 6 meses, engatinhou e começou a balbuciar, mamã , papa e outras palavrinhas, andou com 1 ano de idade era carinhoso e sociável. É alfabetizado e aprendeu a ler com 3 anos! Até hoje ele gosta muito de ler de tudo, mas o jornal é seu preferido.

Jamais passou pela cabeça de sua mãe que ele fosse autista. Mas quando ele completou um ano e meio foi ficando diferente, já não respondia mais as palavras ensinadas, parou de falar e gostava de ficar num canto brincando absorto com seus brinquedos, foi ficando cada vez mais quieto e solitário. Sua mãe o chamava mas ele não respondia , então ela dizia – toma! Ele olhava, pensando ser algo para comer ! Era a única maneira de chama-lo atenção!

Foi matriculado, com 2 anos, na fonaudiologia no Hospital Central do Exército, mas ele não voltou à falar .

Quando ele tinha 7 anos fui consulta-lo num hospital universitário, por eles estarem fazendo muitas pesquisas sobre Erros Inatos do Metabolismo. No Hospital Clementino Fraga Filho a neurologista, Dra Laís Theófilo o atendeu. Ela passou exames mais específicos de tomografia, genética, exame de X frágil e Erros Inatos do Metabolismo. E nada de achar o seu problema. Ela então o encaminhou a uma amiga psiquiatra, Dra. Maria Cristina Abreu, que havia acabado de chegar da França e estava cheia de novidades em psiquiatria infantil. Até Ray conseguir uma consulta com ela, ele estava então com 8 anos.

Raimunda chegou no consutório se explicando: – Dra. meu filho não é louco, ele tem jeito e eu desejo muito ajuda-lo, e a sra. não vai me fazer desistir.

Para sua surpresa ela sorriu e disse: – Eu também acredito no seu filho , como você, vamos fazer de tudo para ajuda-lo.

Que felicidade! Ela encontrou muitas pedras no caminho e enfim, conheceu alguém que falava a sua língua: acreditar na capacidade do indivíduo, repeitando suas diferenças.

A super mãe explica em seu site que o autismo é tratável e com tratamento especializado, a criança pode ser reabilitada além de evitar a deteriorização da família por não ter o suporte necessário. O tratamento adequado ajuda na socialização da criança e na sua felicidade integrando ela na sociedade. Os pais, vendo isto, ficam mais tranquilos e felizes.

Filipaaaaao!


Felipe, o artista!

O que relaxa Felipe são suas aulas de arte com a professora Vera Ranieri que é artista plástica. Vera o ensinou a pintar, a manusear os pincéis e misturar tintas. Tudo isso é muito demorado, exige paciência do Professor pois todo autista aprende por memorização. No atelier da Vera ele aprende pinturas acadêmicas, outro processo difícil pois ele não desenha quase nada; seu forte é o abstrato.

Mamãe coruja fez uma experiência em casa. Comprou um grande cavalete, tintas e pincéis de vários tamanhos para ver o que saía, longe da interferência da sua Professora Vera. E ele gostou da novidade, passou a fazer inúmeros quadros. Confiram todos em sua galeria virtual

Nesses quadros não há nenhuma interferência de ninguém, Filipe escolhe as cores, determina os espaços. Qualquer interferência no seu trabalho poderia anular todo processo mental por ele elaborado, seria perdido completo, a fala dele com toda à sua expressão! Sim , Filipe fala através de suas telas. Seus sentimentos mais íntimos estão ali, registrados nas suas pinturas, revela sua maior fã, mamãe Ray.

arte

claro e escuro

arte

Vocês vão ver quadros negros, de fortes cores escuras, este é o sentimento dele naquela hora e ele o coloca à sua maneira.

arte em PeB

A casa virou um grande atelier com quadros espalhados pelo corredor pelas salas e quartos.

masculino e feminino?

laranja!!!

bela arte

Ray faz isso pra mostrar o quanto gosta de sua arte e quanto respeito seu jeito de ser!

amizade

parabens, Felipe
Esses quadros são a melhora do Filipe. Eles mostram que mesmo tendo toda uma dificuldade, ele possui uma pulsão criativa e imaginativa que sobrevive ao autismo. Nas suas pinturas ele se expressa através das suas cores, complementa a mãe babona :D

E finaliza: O ser humano passa a ser Alguém quando realiza algo. De certa forma Filipe consegue ser Alguém através de suas realizações! Com isso, posso ver uma reabilitação. Sua arte é um meio de conhece-lo e acha-lo. Considero os os quadros de Filipe, como sendo de valor cientifico e de estudos futuros, quem sabe? Gostaria de fazer uma exposição permanente dos seus quadros , já que ele possui bastante produção dos mesmos. Guardei também trabalhos feitos com hidrocor, quando ele era pequeno, com a mesma técnica dos quadros atuais . Esses trabalhos mostram que ele tinha esse tipo de intimidade com a arte dele atual.

Fica aqui o apelo para algum interessado em divulgar as artes do Filipe! Seria uma forma de divulgar o autismo e mostrar do que nossas crianças e adolescentes são capazes! Entre em contato. Pode ser através de patrocínio, lei Rouanet, da forma que quiser.

5 ideias sobre “Autista Artista – Filipe

  1. Fernanda

    estou de queixo caido! Adorei os quadros, principalmente os de cores fortes…
    Parabéns ao Filipe.. e a mamãe Ray que nunca deixou de acreditar no filho.
    Pintar é uma arte para poucos..Filipe é privilegiado!

    Beijos

  2. Ray

    Karla e Luísa .
    Quem babou toda fui eu agora!!!!!
    Meninas voces são demais!!!!! E olha como levantaram o meu ego e de Filipe , que riu vendo que voces escreveram!
    Meninas , MUITO OBRIGADA é pouco para todo o carinho deste post!
    Amei , amei….. Karla e Luisa tudo que fizeram por Filipe nesta linda divulgação.
    Mamãe Eliana fique muito feliz em ter duas filhas maravilhosas como estas duas! Elas são muito humanas e muito carinhosas!
    O Luiz Júnior tem muita sorte de ter duas manas como elas , que com certeza vão lhe dar muita força.
    Óia aqui , se ocês vier para estas bandas , vamos nos encontrar Sim!!!! Quero dar aquele abraço nas duas!
    Beijo Em Eliana , beijão em Luiz .
    Mil beijinhos para as duas.
    Ray

  3. Fernanda

    estou de queixo caido! Adorei os quadros, principalmente os de cores fortes…
    Parabéns ao Filipe.. e a mamãe Ray que nunca deixou de acreditar no filho.
    Pintar é uma arte para poucos..Filipe é privilegiado!

    Beijos

  4. Ray

    Karla e Luísa .
    Quem babou toda fui eu agora!!!!!
    Meninas voces são demais!!!!! E olha como levantaram o meu ego e de Filipe , que riu vendo que voces escreveram!
    Meninas , MUITO OBRIGADA é pouco para todo o carinho deste post!
    Amei , amei….. Karla e Luisa tudo que fizeram por Filipe nesta linda divulgação.
    Mamãe Eliana fique muito feliz em ter duas filhas maravilhosas como estas duas! Elas são muito humanas e muito carinhosas!
    O Luiz Júnior tem muita sorte de ter duas manas como elas , que com certeza vão lhe dar muita força.
    Óia aqui , se ocês vier para estas bandas , vamos nos encontrar Sim!!!! Quero dar aquele abraço nas duas!
    Beijo Em Eliana , beijão em Luiz .
    Mil beijinhos para as duas.
    Ray

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>