10 coisas

Dez coisas que um autista gostaria que você soubesse

1) Eu tenho autismo. Eu não sou somente “Autista”. O meu autismo é só um aspecto do meu caráter. Não me define como pessoa. Você é uma pessoa com pensamentos, sentimentos e talentos. Ou você é somente gordo, magro, alto, baixo, míope. Talvez estas sejam algumas coisas que eu perceba quando
conhecer você, mas isso não é necessariamente o que você é. Sendo um adulto, você tem algum controle de como se auto-define. Se quer excluir uma característica, pode se expressar de maneira diferente. Sendo criança eu ainda estou descobrindo. Nem você ou eu podemos saber do que eu sou capaz. Definir-me somente por uma característica, acaba-se correndo o risco de manter expectativas que serão pequenas para mim. E se eu sinto que você acha que não posso fazer algo, a minha resposta naturalmente será: Para que tentar?

2) A minha percepção sensorial é desordenada. Interação sensorial pode ser o aspecto mais difícil para se compreender o autismo. Quer dizer que sentidos ordinários como audição, olfato, paladar, toque, sensações que passam desapercebidas no seu dia a dia podem ser doloridas para mim. O ambiente em que eu vivo pode ser hostil para mim. Eu posso parecer distraído ou em outro planeta, mas eu só estou tentando me defender. Vou explicar o porquê uma simples ida ao mercado pode ser um inferno para mim: a minha audição pode ser muito sensível. Muitas pessoas podem estar falando ao mesmo tempo, música, anúncios, barulho da caixa registradora, celulares tocando, crianças chorando, pessoas tossindo, luzes fluorescentes. O meu cérebro não pode assimilar todas estas informações, provocando em mim uma perda de controle. O meu olfato pode ser muito sensível. O peixe que está à venda na peixaria não está fresco. A pessoa que está perto pode não ter tomado banho hoje. O bebê ao lado pode estar com uma fralda suja. O chão pode ter sido limpo com amônia. Eu não consigo separar os cheiros e começo a passar mal. Porque o meu sentido principal é o visual. Então, a visão pode ser o primeiro sentido a ser super-estimulado. A luz fluorescente não é somente muito brilhante, ela pisca e pode fazer um barulho. O quarto parece pulsar e isso machuca os meus olhos. Esta pulsação da luz cobre tudo e distorce o que estou vendo. O espaço parece estar sempre mudando. Eu vejo um brilho na janela, são muitas coisas para que eu consiga me concentrar. O ventilador, as pessoas andando de um lado para o outro… Tudo isso afeta os meus sentidos e agoraeu não sei onde o meu corpo está neste espaço.

3) Por favor, lembre de distinguir entre não poder (eu não quero fazer) e eu não posso (eu não consigo fazer). Receber e expressar a linguagem e vocabulário pode ser muito difícil para mim. Não é que eu não escute as frases. É que eu não te compreendo. Quando você me chama do outro lado do quarto, isto é o que eu escuto “BBBFFFZZZZSWERSRTDSRDTYFDYT João”. Ao invés disso, venha falar comigo diretamente com um vocabulário simples: “João, por favor, coloque o seu livro na estante. Está na hora de almoçar”. Isso me diz o que você quer que eu faça e o que vai acontecer depois. Assim é mais fácil para compreender.

4) Eu sou um “pensador concreto” (CONCRETE THINKER). O meu pensamento é concreto, não consigo fazer abstrações.Eu interpreto muito pouco o sentido oculto das palavras. É muito confuso para mim quando você diz “não enche o saco”, quando o que você quer dizer é “não me aborreça”. Não diga que “isso é moleza, é mamão com açúcar” quando não há nenhum mamão com açúcar por perto e o que você quer dizer é que isso é algo fácil de fazer. Gírias, piadas, duplas intenções, paráfrases, indiretas, sarcasmo eu não compreendo.

5) Por favor, tenha paciência com o meu vocabulário limitado. Dizer o que eu preciso é muito difícil para mim, quando não sei as palavras para descrever o que sinto. Posso estar com fome, frustrado, com medo e confuso, mas agora estas palavras estão além da minha capacidade do que eu possa expressar. Por isso, preste atenção na linguagem do meu corpo (retração, agitação ou outros sinais de que algo está errado). Por um outro lado, posso parecer como um pequeno professor ou um artista de cinema dizendo palavras acima da minha capacidade na minha idade. Na verdade, são palavras que eu memorizei do mundo ao meu redor para compensar a minha deficiência na linguagem. Porque eu sei exatamente o que é esperado de mim como resposta quando alguém fala comigo. As palavras difíceis que de vez em quando falo podem vir de livros, TV, ou até mesmo serem palavras de outras pessoas. Isto é chamado de ECOLALIA. Não consigo compreender o contexto das palavras que estou usando. Eu só sei que devo dizer alguma coisa.

6) Eu sou muito orientado visualmente porque a linguagem é muito difícil para mim. Por favor, me mostre como fazer alguma coisa ao invés de simplesmente me dizer. E, por favor, esteja preparado para me mostrar muitas vezes. Repetições consistentes me ajudam a aprender. Um esquema visual me ajuda durante o dia-a-dia. Alivia-me do stress de ter que lembrar o que vai acontecer. Ajuda-me a ter uma transição mais fácil entre uma atividade e outra. Ajuda-me a controlar o tempo, as minhas atividades e alcançar as suas expectativas. Eu não vou perder a necessidade de ter um esquema visual por estar crescendo. Mas o meu nível de representação pode mudar. Antes que eu possa ler, preciso de um esquema visual com fotografias ou desenhos simples. Com o meu crescimento, uma combinação de palavras e fotos podem me ajudar
mais tarde a conhecer as palavras.

7) Por favor, preste atenção e diga o que eu posso fazer ao invés de só dizer o que eu não posso fazer. *Como qualquer outro ser humano não posso aprender em um ambiente onde sempre me sinta inútil, que há algo errado comigo e que preciso de “CONSERTO”. Para que tentar fazer alguma coisa nova quando sei que vou ser criticado? Construtivamente ou não é uma coisa que vou evitar. Procure o meu potencial e você vai encontrar muitos! Terei mais que uma maneira para fazer
as coisas.

8) Por favor, me ajude com interações sociais. Parece que não quero brincar com as outras crianças no parque, mas algumas vezes simplesmente não sei como começar uma conversa ou entrar na brincadeira. Se você pode encorajar outras crianças a me convidarem a jogar futebol ou brincar com carrinhos, talvez eu fique muito feliz por ser incluído. Eu sou melhor em brincadeiras que tenham atividades com estrutura começo-meio-fim. Não sei como “LER” expressão facial, linguagem corporal ou emoções de outras pessoas. Agradeço se você me ensinar como devo responder socialmente. Exemplo: Se eu rir quando alguém cair do escorregador não é que eu ache engraçado. É que eu não sei como agir socialmente. Ensine-me a dizer: “você esta bem?”

9) Tente encontrar o que provoca a minha perda de controle. Perda de controle, “chilique”, birra, malcriação, escândalo, como você quiser chamar, eles são mais horríveis para mim do que para você. Eles acontecem porque um ou mais dos meus sentidos foi estimulado ao extremo. Se você conseguir descobrir o que causa a minha perda de controle, isso poderá ser prevenido – ou até evitado. Mantenha um diário de horas, lugares pessoas e atividades. Você encontrar uma seqüência pode parecer difícil no começo, mas, com certeza, vai conseguir. Tente lembrar que todo comportamento é uma forma de comunicação. Isso dirá a você o que as minhas palavras não podem dizer: como eu sinto o meu ambiente e o que está acontecendo dentro dele.

10) Se você é um membro da família me ame sem nenhuma condição. Elimine pensamentos como “Se ele pelo menos pudesse…” ou “Porque ele não pode…” Você não conseguiu atender a todas as expectativas que os seus pais tinham para você e você não gostaria de ser sempre lembrado disso. Eu não escolhi ser autista. Mas lembre-se que isto está acontecendo comigo e não com você. Sem a sua ajuda a minha chance de alcançar uma vida adulta digna será pequena. Com o seu suporte e guia, a possibilidade é maior do que você pensa. Eu prometo: EU VALHO A PENA. E, finalmente três palavras mágicas: Paciência, Paciência, Paciência. Ajuda a ver o meu autismo como uma habilidade diferente e não uma desabilidade. Olhe por cima do que você acha que seja uma limitação e veja o presente que o autismo me deu. Talvez seja verdade que eu não seja bom no contato olho no olho e conversas, mas você notou que eu não minto, roubo em jogos, fofoco com as colegas de classe ou julgo outras pessoas? É verdade que eu não vou ser um Ronaldinho “Fenômeno” do futebol. Mas, com a minha capacidade de prestar atenção e de concentração no que me interessa, eu posso ser o próximo Einstein, Mozart ou Van Gogh. Eles também tinham autismo. O que o futuro tem guardado para crianças autistas como eu, está no próprio futuro. Tudo que eu posso ser não vai acontecer sem você sendo a minha base. Pense sobre estas “regras” sociais e se elas não fazem sentido para mim, deixe de lado. Seja o meu protetor seja o meu amigo e nós vamos ver até onde eu posso ir.

“CONTO COM VOCÊ”

fonte: Comunidade do orkut : Diário de Um Autista da Cláudia Marcelino.

Postado Por Mariléa

32 ideias sobre “10 coisas

  1. Julieta

    Os pais alegam que ele não sabe o que é amor… Mas ele faz loucuras por mim.. e fica louco quando não me vê…

  2. Julieta

    ele tambem dis me amar, mas os pois dele alegam que ele não sabe oque é amar, acho preconceito da parte deles… Por favor me ajude… Eu amo o meu Romeu autista… E quero me casar com ele… Ele é muito carinhoso e me completa…

  3. Viviane Pereira

    Simplismente Maravilhoso!!!
    Sou mãe de uma linda garotinha de 4 anos!!
    Tenho o diagnostico a 1 ano mais ou menos e estou em busca de informações sobre tudo relacionado a Autismo
    Parabéns seu trabalho é maravilhoso

  4. Flavia Bernardo

    Adorei saber um pouco mais como se deve agir com os autistas. Essa questão da hipersensibilidade sensorial nao sabia. Interessante!

    Belo trabalho. Depois volto com mais calma pra ler mtas outras coisas interessantes aqui.
    bjs
    Flavia

  5. Marisa

    Ola,
    O meu nome e Marisa e vivo em Londres. O meu filho foi diagnosticado com austismo em agosto do ano passado. Ele tem 8 aninhos e ate hoje ainda estou a tentar ‘conhece-lo’ bem como ‘entender’ certas e determindas atitudes dele.. Nao tem sido nada facil para mim mas compreendo agora que deve ser ainda mais facil para ele e que as ‘birras’ e ‘malcriacao’ da parte dele sao apenas forma de mostrar que nao consegue comunicar connosco e como eu tenho que tentar enteder.
    Muito obrigada por este artigo espetacular. Vou puder mostrar a muita gente da minha familia e amigos como as coisas sao para ua crianca com autismo.
    Por favor continuem a divulgar mais coisas sobre o autismo pois pode e concertesa ajuda muitas pessoas como eu que recenetemente descobriram que tem uma crianca autista e que nao conseguem entender certas atitudes.

    Muito Obrigada e um beijo bem grande de gratidao desde o Reino Unido
    Parabens,
    Marisa

  6. Sarah Nivea

    O texto traduz de uma forma simplificada as principais características de uma pessoa portadora de autismo, como a Síndrome de Asperger, por exemplo. São esses dez passos que sempre explico para as pessoas que convivem com meu filho José Paulo; para que assim elas tenham mais paciência e entendimento. Assim como todos nós, ele é também diferente; afinal ninguém é igual a ninguém. Amo ser mãe do José Paulo, pois ele me ensina muitas coisas. Ele é um espírito iluminado num corpo de um menino lindo, inteligente e muito capaz. Tenho certeza que ele será um grande homem e, que no futuro nós dois ajudaremos muitas famílias que estejam passando por algo parecido. Amo essa missão que Deus me deu e procuro sempre fazer com que ele entenda nossos comportamentos (e os dele também), tornando-o assim um homem independente, realizado e feliz. É simplesmente maravilhoso ser mãe do José Paulo e ter desafios para vencer.

  7. Jose Toledo de Melo Neto

    Li o texto, achei interessante. Quanto mais eu leio mais aprendo. Cheguei aqui procurando sobre argila, e me deparei com esses ensinamentos maravilhos sobre os altutistas. Aprendi muito, fiquei emocionado, e me sinto gratificado por ter tido a oportunidade de mais uma experiência e conhecimento sobre os nossos irmãos especiais, pois sem dúvida nenhuma, eles por escolha do nosso Criador nascem somente em famílias especiais.

  8. sandra dornelles

    Muito bom!!! Traduziu em palavras várias coisas que tento ensinar aos professores do meu filho sobre autismo e não consigo, vou encaminhar o texto a todos.

  9. Nadine

    Oi, eu vim parar no blog por causa de uma discussao sobre fluor mas resolvi deixar meu comentario sobre o blog em geral. Parabens, o trabalho de vocês é fantastico, concerteza deve ajudar muitas pessoas por ai, sabe se todos fossem assim dedicados como vcs são te garanto que o mundo seria melhor.
    Continuem assim n.n beijoes

  10. Luiz Kakaki Pai

    Todas estas informações são de enorme valor esão a mais pura e simples verdade.Eu sempre digo Luiz jr papai te ama e isto e a toda hora.Um dia ele respondeu EU TAMBEM TE AMO e valeu por todos que eu ja tinha dito e que ainda vou dizer.
    Temos que respeitar o tempo de cada um

  11. vinicioslimer

    gostei muito, não sabia que os sentidos de pessoas autistas era mais sensíveis, gostei muito desse texto, me informei bastante com ele, eu tinha uma noção totalmente errada de autismo.

  12. Monica Cristina

    Olha é nota mil para este texto, eu me emocionei tanto, que não consegui ler até o fim, alias tudo que se refere a um autista eu me emociono muito, parabéns, também ja repassei para varias pessoas, um bj.

  13. Pingback: Tweets that mention Estou Autista » 10 coisas -- Topsy.com

  14. anoninmo (altista pensador)

    sou altista de sertesa en todos sentidos bem acho que aqueles que se disem comuns não são e persebo que eles são comfusos complicados e raivosos competitivos esses estintos idiotas sem motivos sabe praque um vocabulario complicado? e limguas ? violencia ? religião ? pra que palavroes não sabem como isso ofensivo .não sabem porque isso foi feito? inuteis unica coisa pra falar . imagino um mundo melhor porque esse é erado? eu quero ser espesial criar esse mundo melhor não ficar parado e desistir esse meu mutivo de viver e vou temtar ate morrer sabe nada temque ser assim nada!talves sou quieto porque me calam de tamto odio acumulado tenho 12 meu amigo não presisa me escutar mais não é erro não é pior e sim melhor se mundo fosse altista tudo seria simples e melhor em todos aspectos ou não quem sabe

  15. admin Autor do post

    Oi autista pensador, seja bem vindo! Para tornar esse mundo melhor, basta agirmos porque nós temos força pra isso… mas temos que ter calma também! As vezes nós pensamos como você… são tantas questões né? Venha sempre refletir com a gente e se precisar de ajuda, estamos a disposição! beijos Karla e Luiza

  16. Luiz Kakaki

    Oi Penssador
    Queria dizer da importancia da sua presensa aqui com a gente.Sou o pai da karla,Luiza e do

  17. Luiz Kakaki

    Oi Pensador.
    Mais que um autista vc provou mesmo ser um pensador
    com objetivos e coisas pra falar.
    Sou o pai da Karla,Luiza e Luiz jr que é a inspiração deste blog.
    Quero que saiba avaliar o quanto foi importante a sua participação
    e espero que continue colaborando com a gente.
    Sei que minhas filhas estão cheias de alegria por vc ter aberto este dialogo e que outros pensadores como vc viram para ajudar este blog.
    Karla e Luiza,este foi um momento histórico no blog de vcs.
    O canal de comunicação esta aberto atravez do nosso amigo Pensador.
    Fiquei em festa pois vcs tocaram o coração da razão de ser deste blog:Os Pensadores.
    Que Deus ilumine sempre vcs e que suas lutas sejam sempre coroadas de vitórias como esta e outras que virão

  18. Gilmara

    Poxa,
    nem lembro como achei o blog. Mas fiquei curiosa, e agora que li um pouco… estou mais curiosa ainda.
    Infelizmente, as pessoas não sabem lidar com pessoas com necessidades diferentes das delas.
    Lembro-me que quando comecei a trabalhar, o filho do meu chefe tinha todos os sinais de autismo, mas a familia não adimitia que esse era o seu problema. Não aceitavam. Uma pena, acho que isso atrapalha o desenvolvimento da criança.
    Você prova com seus depoimentos aqui que é uma criança como qualquer outra, só que precisa de uma atenção maior em alguns assuntos.
    Quero aprender mais, sempre que puder eu passo aqui no seu blog. Nunca sabemos quando nos depararemos com uma situação como essa. E o conhecimento até evita que a gente cometa atitudes preconceituosas sem mesmo perceber.

    Beijos e que Deus abençoe cada vez mais essa família.

  19. eliana

    Hallo,
    Parabéns pela forca e dedicacao e coragem de voces.
    Eu sou mae de uma menina onde o diagnostico foi autismo , meu anjo tem 2 anos e 6 meses. Preciso procurar muita forca para lutar e ajudar minha filha ( meu anjo).
    Agradeco de coracao se voces entrarem em contato comigo, trocar ideias , informacoes, dicas sobre alimentacao enfim tudo que estiver relacionado com o AUTISMO.

    Que voces continuem ajudando todas as pessoas.

  20. Valéria

    Olá, adorei o texto, o site e tudo que tenho encontrado dentro o ele.
    Sou mãe de Matheus que ainda não tem diagnóstico fechado mas pelas caracteristicas parece ser um autismo moderado, estou pesquisando muito sobre o assunto e tenho encontrado muita coisa, encontrei o site de vocês e estou adorando tudo que estou vendo, estou aprendendo muito com o conteudo de vocês.

    Deus abençoe vocês e o lindo anjo de vocês, pois a cada dia mais tenho certeza que essas crianças são anjos enviados a nós para nos ensinar a ser pessoas melhores.

    Continuem assin, tenho certeza que ajudam milhares de pessoas como eu que se sentiram sem chão, mas que agora já vejo que não é o fim do mundo e sim um novo ensinamento para mim e para minha familia.

    Agradeço a Deus todos os dias pelo meu anjo e peço forças para seguir auxiliando ele nesse caminho longo de muitas vitórias que estamos iniciando agora.

    Um abraço a vocês e a essa familia abençoada.

  21. Gisele Fortunato

    Parabéns pela iniciativa de vocês, sou mãe do Iago de 04 anos e ele foi diagnosticado com espectro de Autismo desde os 02 anos, e o que sinto mais falta é poder conversar sobre o assunto com pessoas que passam pelas mesmas dificuldades que passo com o Iago. Hoje achei o site de vocês e podem ter certeza que irei sempre acessa-lo.
    Sobre o texto acima, ele é maravilhoso, inclusive vou imprimi-lo e entregar as pessoas que convivem com o Iago e têm a dificuldade de aceitar o seu problema. O item 10 é perfeito…
    Muito obrigada

    Beijos

  22. isabel

    oii eu tenho 24 anos descobri que tenho autismo atraves de um namoradoa 2 anos atras. meus pais nunca me disseram que tenho autismo meu namorado que contou pra eles. mas eles nau acreditam q eu sou autista meu namorado me mostrou um filme q mostra um jovem com sindrome de asperguer e nesse filme eu me via. ate meu pai falou se aparecesse um cara assim ele botava pra correr mais sem saber q a propria filha dele e uma autista. ele ate ternimou o namora comigo por causa do meus pais nao confiaram neles e nem no nosso relacionamento agente se ama muito e nao consigo ficar sem eles as vezes agente sai escondido.pq agente se ama e ele uma pessoa muito boa e meus pais nao ve assim. adorei o site de vcs esse e o melhor site q eu ja vi falando sobre autismo. vcs estao de parabens!!!

  23. admin Autor do post

    Obrigado Isabel. Aconselhamos você a procurar um médico para fechar um diagnóstico profissional e não ficar com essa “suspeita” pra sempre. Assim você ficará munida de fatos para argumentar com seus pais e poderá procurar um tratamento para te ajudar em vários aspectos, principalmente com sua família. No site de nossa amiga tem um questionário com várias perunta para você fazer um auto diagnóstico e notar se você se enquadra mesmo no perfil de um autista.
    O site dela é http://descobrirseautista.blogspot.com/
    beijos e sempre que quiser conversar apareça ou escreva um email para karluiza@gmail.com
    Karla e Luiza

  24. Rosa

    O texto traduz de uma forma simplificada as principais características de uma pessoa portadora de autismo, como a Síndrome de Asperger, por exemplo. São esses dez passos que sempre explico para as pessoas que convivem com meu filho José Paulo; para que assim elas tenham mais paciência e entendimento. Assim como todos nós, ele é também diferente; afinal ninguém é igual a ninguém. Amo ser mãe do José Paulo, pois ele me ensina muitas coisas. Ele é um espírito iluminado num corpo de um menino lindo, inteligente e muito capaz. Tenho certeza que ele será um grande homem e, que no futuro nós dois ajudaremos muitas famílias que estejam passando por algo parecido. Amo essa missão que Deus me deu e procuro sempre fazer com que ele entenda nossos comportamentos (e os dele também), tornando-o assim um homem independente, realizado e feliz. É simplesmente maravilhoso ser mãe do José Paulo e ter desafios para vencer.
    +1

  25. Nayara

    Olá meu irmão é autista e já tem 27 anos.
    É muito difícil lidar com as manias dele e depois de anos ele hoje consegue ate falar frases inteiras. Mas ainda tem dificuldades e não conversa. Achei muito legal o seu trabalho…
    Onde moramos não existe escola especializada para autistas e meu irmão estudou uns anos na Apae mas hoje ele não estuda e ele dificilmente se relaciona socialmente. Apenas com os familiares mais próximos.
    Parabéns.

  26. Pingback: blog: autismo | Palavra por Palavra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>